quarta-feira, 28 de outubro de 2009

O Mundo da Voltas!


-




pensei que nunca mais eu iria te amar , até mentir pro meu coração dizendo que não queria mais você por perto

pois saberia que isso ia me machucar mais e mais, mesmo assim te quis como amigoo para contar tudo o que eu sentiia, mais eu sabia que isso estava errado... Talveis se soubesse que eu te amava em segredo, mais não te queria mais. Altas conversas nos tinhamos, mais você nunca tocava no assunto do nosso namoro, ai assim vez me pensar que você já não me queria mais e o amor virou amizade.

Mais será que isso é possivel ? Um dia você me disse que sentia a minha falta, das nossas conversas que até hoje eu acho engraçada eu mentia para todos dizendo que queria ser apenas a sua amiga e nada mais , mais quando nos estavamos juntos o Tempo parecia PARAR!

e Parava só para nos dois...

queria poder te esquecer, mais o mundo vez que nós nos separasse, talveis que eu não era para você e você não era para mim...

mais mesmo assim, luteii.. luteii para te tirar do meu peitoo...


só que até hoje.


ainda não se esqueceu!



sexta-feira, 23 de outubro de 2009


Sucede que o amor do casamento é de tal forma que não admite meias-tintas: se existe é para sempre. Se aquilo que se entrega não é tudo, esse amor não tem a qualidade necessária para se tornar no fundamento de uma família. Não pode ser alicerce nem raiz. Não será fecundo. Dará frutos apodrecidos, como, infelizmente, temos verificado tantas vezes.
"No verdadeiro amor não manda ninguém; ambos obedecem."
Se uma pessoa diz a outra que a ama, a própria linguagem supõe a expressão "para sempre". Não tem sentido dizer: - Amo-te, mas provavelmente só durará uns meses, ou uns anos, desde que continues a ser simpática e agradável, ou eu não encontre outra melhor, ou não fiques feia com a idade. Um "amo-te" que implica "só por algum tempo" não é um amor verdadeiro. É antes um "gosto de ti, agradas-me , sinto-me bem contigo, mas de modo algum estou disposto a entregar-me inteiramente, nem a entregar-te a minha vida".
No amor conjugal, a intervenção do corpo dá um carácter irreversível à relação de entrega. Com efeito, quando uma pessoa entrega o corpo, é porque se entrega a si própria em plenitude. Mas quando uma pessoa entrega de verdade a alma, tem de ter em conta que implica a totalidade da vida.
Por preguiça, um homem pode chegar ao final desta vida sem ter chegado a conhecer-se bem a si mesmo e sem ter conhecido muito daquilo que seria fundamental ter conhecido. Pode atingir o último centímetro do seu tempo e verificar que tem as mãos vazias.

segunda-feira, 19 de outubro de 2009



Na casa Dele ,
haha em reforma, uma bagunça kkk
mais estes diias ainda na ksa dele esta sendo MARA!!
seii que vamos ser felizes para SEMPRE
ou até enquanto DURA
Completamente louca por Você NEGUINHO
eu te amoo!

Sigo a vida , na direção que o vento sopra
Meu coração Guiado pelo amor ... e por tudo que esta em mim.
Só assim só para miim!
Rodrigo Eu TE AMO!
Isabela Wanessa

Uma prima, amiga , irmã ...
Meu Tudo Meu Nada! Simplismente ela , só ela... A unica razão do Mundo, o ser especial!
é amizade que nunca vai acabar... a Paixão que renasce todos os diia , mais agora estamos longe. .
mais o meu coração é Seu!

Eu TE AMO COMPLETAMENTE!♥

Na presença de Amigos são risos, caretas, brincadeiras... A timidez não existe numa roda de amigos. Na presença de familiares normalmente o silêncio toma conta, a falta de assunto fica em alta. Na sua presença... Há... Como a sua presença me faz bem! Mas... Eu fico sem jeito sem ação, vem aquele frio na barriga... o coração acelera, o corpo treme, atropelo as palavras...Isso são sintomas que você faz, Com a Minha Timidez!!!